quinta-feira, 16 de maio de 2013

“VAI E RECONSTRÓI”

                                                                                                                                 Por Jamille M.W
                                                                     Subsecretária de Formação - Fraternidade Monte Alverne




“Não vos lembreis mais dos acontecimentos de outrora, não recordeis mais as coisas antigas,  porque eis que vou fazer obra nova, a qual já surge: não a vedes?
(Isaías, 43: 18)

“Enxugará toda lágrima de seus olhos e já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor, porque passou a primeira condição. Então o que está assentado no trono disse: Eis que eu renovo todas as coisas. Disse ainda: Escreve, porque estas palavras são fiéis e verdadeiras”
(Apocalipse, 21: 4)

“O próprio Cristo era o único guia de Francisco em todo esse tempo. Em sua bondade, interveio mais uma vez com a suave influência de sua graça. Francisco saiu um dia da cidade para meditar. Ao passar pela Igreja de São Damião, que estava prestes a ruir de tão velha, sentiu-se atraído a entrar e rezar.
De joelhos diante do Crucificado, sentiu-se confortado imensamente em seu espírito e seus olhos se encheram de lágrimas ao contemplar a Cruz. Subitamente, ouviu uma voz que vinha da cruz e lhe falou por três vezes: ‘ Francisco, vai e restaura a minha casa. Vês que ela está em ruínas!’.
Francisco encontrava-se sozinho na Igreja e ficou amedrontado ao ouvir aquela voz, mas a força de sua mensagem penetrou profundamente em seu coração. Por fim, voltou a si e tratou de pôr em execução a ordem recebida. Concentrou todas as forças na restauração daquela Igreja material. Mas a Igreja a que a visão se referia era outra (...)”
(LM 2, 1)

Reconstruir: Construir de novo. Reedificar. Renovar.

            Em meio a uma crise espiritual, com o coração cheio de dúvidas e trevas, o jovem Francisco, ao entrar na Igrejinha de São Damião, se prostra diante daquele crucifixo. De forma extraordinária é tocado pela graça divina, transformando-se totalmente. Francisco recebe do crucificado a missão de reconstruir a Igreja e se empenha em reconstruir diversas igrejinhas materiais pela região, sem compreender inicialmente que a Igreja que precisava ser reconstruída era a de seu coração e de todos os homens, verdadeira casa do Senhor.
            Em nossa vida, muitas vezes nos encontramos angustiados, cheios de dúvidas. Olhamos ao nosso redor e não vemos para além de ruínas. Como é difícil entregar-se totalmente como fez Francisco, disposto inteiramente a ouvir a vontade de Deus, ao  perguntar: “Senhor, que quereis de mim?”. Essa entrega total e confiante exige de nós exercício diário. O mundo nos apresenta diversas vozes que nos convocam nesses momentos de dúvidas, vozes que muitas vezes nos distanciam, se colocando como ruídos que dificultam a nossa escuta à voz de Deus.
            Reconstruir é um processo difícil e doloroso. Primeiramente é necessária a desconstrução. Observar a nossa vida e refletir sobre aquilo que não cabe mais. Dar as últimas marretadas nessas paredes que já são empecilhos em nosso caminhar. Deixá-las pra trás. Nesses novos espaços é possível construir algo novo. Reconstruir aquilo que queremos que permaneça. O que nessas ruínas nos engrandece, nos edifica, nos fortalece?
            Cada um de nós, em sua singularidade, precisa perceber o que em sua vida precisa ser reconstruído. Como está a nossa relação com as pessoas? E nossa família? Como tem sido nossa presença no mundo, somos mais um ou temos feito a diferença? E nossa relação com Deus? Como tem sido nossa presença na fraternidade? Temos nos colocado a serviço? Temos reconhecido as necessidades de nossos irmãos?
           
Como jovens franciscanos, somos convidados a estarmos em um contínuo processo de reconstrução. Nunca nos pensarmos prontos, finalizados. É importante sempre estarmos nos reconstruindo, nos renovando, mais uma vez e mais outra. Nesse processo, nos coloquemos como Francisco diante de Deus, com todas as nossas dificuldades e limitações: “Ó glorioso Deus, Altíssimo, iluminai as trevas do meu coração. Concedei-me uma fé verdadeira, uma esperança firme e um amor perfeito. Dai-me Senhor, o reto sentir e conhecer, a fim de que possa se cumprir o sagrado encargo que na verdade acabais de dar-me. Amém.”



QUESTÕES PARA A FRATERNIDADE:

- Fazer um momento de oração em que possa haver um encontro dos jovens com a Cruz de São Damião. A passagem de Francisco com o crucificado pode ser encenada. 
- Individualmente, cada jovem pode escrever em um papel uma reflexão sobre o que precisa ser reconstruído em sua vida.
- Em duplas, pensar a nível de fraternidade, o que precisamos nela reconstruir?
- Juntar as duplas e nos grupos maiores, discutir o que no mundo precisa ser reconstruído. Qual o nosso papel enquanto jufristas nessa reconstrução?


SUGESTÕES DE CANTOS:

A Igrejinha de São Damião
Download: http://www.4shared.com/mp3/UWvF6BWi/Marcus_Viana_-_A_Igrejinha_de_.html
Letra:

De cada riso e dor
De cada espinho e flor
Construo a casa do meu senhor
Com o que o mundo abandonou
De cada pedra do chão
Construo o templo do coração
A cada dia que vem
A cada dia que vai
Ergo em mim a casa de meu Pai.

Cidadão do mundo inteiro
Download: http://www.4shared.com/mp3/mZEAtpp_/Francisco_-_Cidado_do_mundo_in.html
Letra:

1.CIDADÃO DO MUNDO INTEIRO QUE SEGUINDO O CRISTO POBRE,
TE FIZESTE CAVALEIRO DENTRE TODOS O MAIS NOBRE!
VEM,FRANCISCO! VEM FRANCISCO, VEM RECONSTRÓI O QUE ESTÁ DECAÍDO!
VEM MÃE CLARA! VEM MÃE CLARA! VEM CONDUZIR OS TEUS FILHOS QUERIDOS.
2. QUE SERÁ PRUDENTE GUIA NA GLOBAL TRANSFORMAÇÃO
DE UM MUNDO QUE SE ESQUIVA DE ACEITAR A SALVAÇÃO?
3.O MILÊNIO NOVO AVANÇA ENTRE LUZES E TEMORES
FRANCISCANO É QUEM ALCANÇA CRIAR MUNDO EM NOVAS CORES.
4. RESPEITAR A ECOLOGIA E A JUSTIÇA PROCLAMAR.
VER NOS CÉUS TODA A BELEZA, PAZ E BEM! ANUNCIAR.
5. ESTE “HOMEM DO MILÊNIO” VENHA NOS ENCORAJAR:
VAMOS SER IRMÃOS DE TODOS E ESTE MUNDO TRANSFORMAR!
6. A MÃE CLARA TÃO HUMILDE VENHA A TODOS ENSINAR
CONTEMPLANDO O ESPELHO CRISTO A ALEGRIA VAI VOLTAR


                                                 SUGESTÕES DE VÍDEOS:

                                                         O encontro com o crucificado

Francisco restaura a Igreja de São Damião




2 comentários:

  1. O segundo vídeo é do filme "Irmão Sol Irmã Lua"! É muito bonito o filme, vale a pena ver!

    ResponderExcluir
  2. Sim Cibele, e o primeiro é do filme Francisco e Clara. Beijos

    ResponderExcluir